3 Brasileiras Negras Que Se Destacaram

Elas venceram o preconceito de serem mulheres e negras e atingiram o topo! Inspire-se!

Glória Maria, uma das pioneiras do jornalismo feminino televisivo no Brasil. Fonte: Arquivo pessoal

Apresentamos aqui no Malalas.com muitos casos de feminicídio, violência física e moral, assédio e preconceito contra a mulher. Mas, hoje, vamos falar de coisas boas! Ou melhor, de mulheres que foram boas o suficiente, lutando contra todas as adversidades para atingir o topo e se tornarem ícones para nós brasileiras e até mulheres do mundo todo.

Separei 3 heroínas que conseguiram chegar lá, e espero que inspirem você e lhe tragam esperança, foco, força e fé!

GLÓRIA MARIA

Glória Maria, bela com seus mais de 70 anos (ela não gosta de revelar a idade, e pouco importa, não é mesmo?)
Fonte: blog Patrícia Kogut

Não precisamos falar muito de Glória da Matta da Silva, mais conhecida como Glória Maria! Ela simplesmente é um dos ícones e precursoras do jornalismo televisivo brasileiro. Você provavelmente já ouviu falar nela, ou a viu “em ação”, no Brasil e no mundo!

Da Vila Isabel, no Rio de Janeiro, de origem humilde, para o topo! Desde épocas em que o preconceito contra afrodescendentes e mulheres era muito maior, principalmente no trabalho.

LUDMILLA

Ludmilla. Fonte:
Ludmilla e Brunna. Fonte: Observatório UOL

Aos 26 anos de idade, Ludmilla Oliveira da Silva é cantora, compositora, instrumentista, atriz e (ufa!) empresária. No começo da carreira, era conhecida como MC Beyoncé. Em novembro de 2020, lançou o clipe “Rainha da Favela” em homenagem às mulheres que colaboraram para popularizar o funk.

Hoje, é uma estrela da música, grande não só por seu 1.78m, mas como mulher. Ela deixa claro que atravessou preconceitos por sua cor para chegar aonde está. Ludmilla também se tornou um ícone LGBTQ+, e desde 2019 é casada, abertamente, com Brunna Gonçalves.

Teve marca que queria uma cantora para representá-la, mas por ser negra disse que eu não servia. As pessoas tentam tapar o sol com a peneira, mas ainda acontece demais. Não é mimimi.

Ludmilla

CAMILA PITANGA

Camila Pitanga. Fonte: Divulgação TV Globo

Tudo bem que ela é filha do famoso ator Antonio Pitanga e de Vera Manhães, mas nada teria sido possível sem seu talento, sua garra e sua persistência.

Camila Pitanga Manhães Sampaio é simplesmente, além de uma atriz e apresentadora consagrada e admirada, Embaixadora Nacional da ONU Mulheres Brasil. Ela declarou que “ser mulher é um ato de resistência”, e que “ser mulher negra no Brasil é uma luta diária maior ainda”.

Surpreendendo a todos, há algum tempo Camila assumiu um namoro com a artesã Beatriz Coelho e se tornou mais um ícone do amor livre. Surpreendendo, porque anteriormente a atriz, segundo disse e mostrou, teve apenas relacionamentos héteros. Fala, Camila: “É impossível que alguém não entenda ou não respeite o fato que todo ser humano é livre para amar quem quiser. Amor é amor”. Precisa dizer mais alguma coisa?

Protagonista de várias novelas da Globo, seu nome está no mais alto escalão das atrizes brasileiras. E com mérito, ela leva jeito pra coisa, destacando-se como uma excelente profissional e tendo interpretado os mais diferentes papéis na TV.

Estes são apenas 3 exemplinhos das muitas mulheres negras que venceram no Brasil, país de Terceiro Mundo, altamente patriarcalista e marcado pelos mais variados preconceitos, em especial quanto à mulher e à cor da pele. Temos orgulho destas “garotas”, e de todas aquelas que lutam todos os dias por seus sonhos e contra aqueles que tentam derrubá-las simplesmente por serem mulheres e afrodescendentes.

Malalas.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s